[US] GRIMES CONCEDE ENTREVISTA EXCLUSIVA PARA A ROLLING STONE

Ir em baixo

[US] GRIMES CONCEDE ENTREVISTA EXCLUSIVA PARA A ROLLING STONE Empty [US] GRIMES CONCEDE ENTREVISTA EXCLUSIVA PARA A ROLLING STONE

Mensagem por TWIC em Dom Dez 06, 2015 10:12 pm

[US] GRIMES CONCEDE ENTREVISTA EXCLUSIVA PARA A ROLLING STONE 11144dl
Grimes é capa da Rolling Stone

Grimes se sentiu muito inspirada após o lançamento de seu último álbum, o polêmico "Art Angels". Logo depois de ouvir muitos comentários negativos sobre suas fortes influências do pop, Grimes deu início ao seu mais novo projeto, a sua mais nova era: "One of His Shapes". Não, sua nova era não é uma crítica ao seu público alvo, muito menos aos fãs ou as pessoas que criticaram. É uma crítica ao machismo na indústria, que tem o seu início marcado por produtores renomados e "de confiança" pelo público. Em sua entrevista para a Rolling Stone, Grimes contará detalhadamente os acontecimentos futuros relacionados ao seu novo álbum, contando também sobre como é trabalhar de maneira independente, produzindo sua própria música.
Recentemente, a cantora canadense fez uma aparição no programa "The Tonight Show Starring Jimmy Fallon", falou sobre suas maiores inspirações contemporâneas e revelou alguns detalhes sobre o futuro da TO WHOM IT MAY CONCERN RECORDS. Agora, na Rolling Stone, ela concederá uma entrevista exclusiva indo mais a fundo sobre os assuntos deixados em aberto.

[US] GRIMES CONCEDE ENTREVISTA EXCLUSIVA PARA A ROLLING STONE 14263i0
PHOTOSHOOT

Rolling Stone: Boa tarde, Grimes! Nós, da Rolling Stone, gostaríamos de lhe conceder uma entrevista sobre a sua mais nova era, "One of His Shapes".
Grimes: Muito obrigada, estou ansiosa para revelar ainda mais detalhes sobre essa era.
RS: Bem, para começo de conversas, nós estamos apaixonados pelas músicas de seu novo EP. "My Body" é simplesmente maravilhosa, e o rework de "Venus Fly" nos surpreendeu. A questão é: como você conseguiu fazer um material acessível, algo que realmente soe bem, algo que possua uma sonoridade diferenciada, porém trabalhada, em apenas uma semana, de maneira independente?
G: Ah, não foi algo que eu fiz correndo, entende? Foi uma semana na qual eu estava com tempo de sobra, na qual eu tive tempo para mim mesma, tempo para relaxar e fazer o que eu queria. A sonoridade, bem, ela podia estar mais trabalhada. Mas no final de tudo, o real conceito do álbum é a profundidade, é o toque que a letra e a sincronia vão te dar. É como andar sem saber para onde está indo: você sempre acabará descobrindo coisas novas. Desde 2009, eu tenho, com facilidade, produzido música experimental. Não é algo difícil quando você decide colocar seu coração, alma e mente dentro. É a junção do que é racional com o irracional, criando assim uma grande mistura diretamente conectada ao mundo digital.
RS: Impressionante. E quanto as suas inspirações, quem são?
G: Eu diria que Raleigh Ritchie, Fetty Wap e Jessie Ware me inspiram muito. Mesmo tendo estilos diferentes, eu acredito que possuem uma forte influência sobre as minhas músicas e a própria identidade delas.
RS: Você já lançou dois singles, "Beat Machine", que fala sobre pessoas sintéticas na indústria da música, e "Baphomet", que apresenta uma polêmica letra sobre uma mulher que prestava serviços sexuais contra a vontade dela, e só assim ela alcançava a fama. O que se passava na cabeça dessa mulher enquanto tudo isso acontecia?
G: Apesar de Baphomet ser a minha visão sobre isso, eu sei muito bem sobre todos os detalhes, e todos também saberão deles no meu próximo single, "Unicorns". É o primeiro single que não será inteiramente pessoal, não estará retratando a minha visão, e sim a visão dessa pessoa. É como uma trilogia: primeiro viria "Beat Machine", depois "Baphomet", e, por último, "Unicorns". A partir do lançamento desse single, já poderá ser iniciada a contagem regressiva para o lançamento do "One of His Shapes".

[US] GRIMES CONCEDE ENTREVISTA EXCLUSIVA PARA A ROLLING STONE 160wjnb
PHOTOSHOOT

RS: Ouvindo suas músicas, chegamos a conclusão de que você é, possivelmente, feminista. A informação procede?
G: Com toda certeza. Eu sou 100% feminista. É importante quebrar ideologias machistas, as quais ditam o que você pode ou não pode fazer com seu próprio corpo. Cada pessoa faz o que bem entender com o seu corpo, e devemos vencer essas barreiras que dizem o que mulheres devem ou não devem ser. Por exemplo: quando um homem fala sobre sexo e drogas, sobre ser um mulherengo, ele é aplaudido. E quando uma mulher fala o mesmo, ela logo é julgada e chamada de nomes com sentidos, conotativamente falando, pejorativos. Um homem, nessa indústria, pode lançar uma música chamada "My Dick" e ele será aplaudido, as pessoas levarão no humor. Agora, se uma mulher lançasse uma música chamada "My Pussy", seria extremamente criticada. Ainda precisamos desconstruir muitas ideologias retrógradas, de séculos atrás.
RS: É interessante como, hoje, o feminismo tem sido bastante abordado por meio de músicas, filmes, entre outros. Você acha que estamos perto de uma "nova era", por assim dizer?
G: Eu acredito que estamos em constante evolução sim, e que essa tal "nova era", ainda assim, demore um pouco pra chegar.

[US] GRIMES CONCEDE ENTREVISTA EXCLUSIVA PARA A ROLLING STONE 2a7sx6v
PHOTOSHOOT
RS: Mudando um pouco de assunto, há algo que você pode nos dizer sobre o futuro da TO WHOW IT MAY CONCERN RECORDS?
G: Bem, há algumas coisas que eu posso dizer sim. Juntamente a Jonna Lee e ao retorno de iamamiwhoami, será lançada uma linha de roupas de tecido orgânico com um transporte mais econômico. Ainda existem especulações de que se torne uma gravadora mais focada no audiovisual, mas é algo ainda em discussão. É uma gravadora muito democrática, todos nós tomamos as decisões juntos, assim ninguém sai em desvantagem.
RS: Para finalizar, o que podemos esperar das próximas semanas?
G: Essa semana, eu lanço o meu último single dessa era. E na próxima, eu lanço o meu álbum. Bem, depois de tudo isso, eu darei uma pausa e provavelmente entrarei em turnê. Por enquanto, é só isso.
RS: Nós agradecemos muito pela entrevista. Foi ótimo poder te entrevistar, e esperamos que isso aconteça mais vezes.
G: Eu que agradeço, muito obrigada. O mesmo pra vocês, espero poder ser entrevistada mais vezes. Um abraço a todos.
TWIC
TWIC

Mensagens : 65
Reputação : 0
Data de inscrição : 06/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum