GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 3:33 pm

O GRAMMY VAI COMEÇAR! VAMO KERIDA, TODO MUNDO SENTANDO!

avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 3:35 pm

O Grammy começou pontualmente. Florence Welch, a host da premiação, subiu as escadas até o palco, e cumprimentou a todos, sendo aplaudida. "Boa noite e sejam bem-vindos ao BdC Grammy". Para iniciar essa edição, teremos a performance de Katy Perry.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 3:37 pm

A tão aguardada performance da cantora Katy Perry começa, a norte-americana aparece com uma roupa mais que usual em sua carreira: utilizando sua peruca Kitty Buddy (nome dado à peruca pelo seus fãs), um colãn rosa e azul é uma maquiagem bem colorida. Todos ficam surpresos afinal... Ela está maluca? Ela não ia ser diferente nessa era? Ela só sabe ficar na mesmice? Quer ter o mesmo sucesso com músicas do passado novamente? Talvez.... Assim a pop-star começa a cantar uma das suas canções de maior sucesso: 'Califonia Gurls'.


O início da performance se assemelha muito com as dos anos passados: cenário colorido, danças altamente ritmadas e agitadas e um cenário bem parecido com a primeira grande turnê da americana: 'Califonia Dreams Tour'.



Sem algo muito inédito, a cantora trocou seu primeiro figurino para seu consagrado vestido de cup-cakes (de uma forma rápida no palco, afinal o público não pode esperar), assim seguiu sua apresentação com a mesma música.

 

De repente, antes mesmo da cantora estar em mais do que a metade da canção, a luz começa a estar ligada e apagada de uma forma repentina e rápida, até que Katy aparece novamente com um longo vestido branco (porém ainda com sua peruca azul) e em cima de várias cadeiras dizendo:


-"Será mesmo que você só consegue me enxergar de uma forma que eu não sou? Eu fui o que eu fui, porém querer me limitar a preconceitos e falácias é mais do que injusto. Eu tenho orgulho de quem eu sempre representei esses anos, porém sempre é bom mudar".

Após isso o cenário fica escuro e aparece um manequim verde (cor da passagem, da indefinição em certos lugares do norte da China) no meio do palco com o mesmo figurino na qual a performer estava usando anteriormente.


Até aí tudo bem, porém, de repente o público percebe que ele está... QUEIMANDO em chamas.... Sim, isso mesmo (isso faz lembrar a performance de Katy no 'American Idol', porém com grandes mudanças e com uma dimensão e graciosidade muito maior, de fato mais impactante e estrondosa aos olhos alheios). Abaixo, uma representação desta etapa sendo executada, de fato um momento muito marcante da performance (vale lembrar que nenhum dos dançarinos ou até mesmo a Katy Perry estavam visíveis no palco na hora):


Ninguém sabe dizer se era fogo de verdade ou era um efeito de cenário 3-D realista (muito utilizados no cinema e nas produções artísticas do mundo audiovisual), apenas podemos dizer que grande parte do público achou tão real que perguntaram aos seguranças se fazia parte do show! Afinal, ninguém que ficar esquecido e ter seu fim como um (em um) churrasco.

-Second Phase: The Other Side:



Após alguns segundos, as luzes apagaram  rapidamente e ao ligar, todo aquele fogaréu tinha sumido: uma grande bola azulada e iluminada (para chamar atenção do público) aparecia no fundo do palco, dava para ver que alguém/algo estava em seu interior por ser um pouco transparente.


Assim, os instrumentais da canção 'Supernatural' (canção lançada no final do mês passado por Katy, ou seja, relativamente nova) começam a tocar, porém é interessante ressaltar que não era o original da música, era algo mais sombrio (sem ser exagerado ou brega), se podia ouvir sons de pianos estremedores (aqueles utilizados tipicamente em catedrais, modelo de piano exibido no filme 'Branca de Neve' da Disney).

Tudo muito diferente da qual a cantora tinha performado na primeira etapa, mostrando dois contrastes na qual Katy Perry queria evidenciar, por isso não se engane meu amiguinho, tudo nesta performance tem um propósito que deve ser decifrado por sua ótica de observador, apenas desempenha essa função e vamos continuar nossa jornada.


Logo após ter a abertura dos instrumentais da canção, a performer começa a cantar a parte inicial da canção:

"Infect- Infect me
Infect me with your bad aura
Just on me
Take this
Ta-Take this
Let make me feel
Your soul"

Antes de acabar o seguinte trecho, Katy é levada pelos dançarinos até o centro do palco (como mostrada pela imagem), os passos dos dançarinos eram extremamente pausados e marcados (como no video-clipe de 'Alejandro') até chegarem no local marcado e deixarem Katy deitada no chão (como se fosse um produto).


Logo após isso, Katy é levantada a força pelos dançarinos (claro, tudo uma dramatização) e canta o seguinte trecho:

"Never be calm
With my magic
All that I want
And all that I need
Is be destroyed by you
Placing my time
And take all resizes
To me a unique soul"

Após isso, os dançarinos começam a tentar segurar a cantora novamente, a mesma começa a fugir para o outro lado do palco.


Após chegar a um extremo do palco, KP começa a se contorcer em volta de uma barra afim de se salvar dos dançarinos na qual estavam tentando captura-lá, a mesma canta outra parte da canção:

"I have never been the saaaaame
If We could love agaaaain
So can I have so much fun fun fun
Cause I've never felt it
So something that you have that's like a gun gun gun"

Após isso, os dançarinos finalmente pegam a cantora e a puxam de forma aparentemente agressiva até o ponto original desta segunda etapa.


Katy se mostra resistente, e os dançarinos começam a cerca-lá fazendo malabarismos, até que chega um ponto na qual Katy é de fato levada ao meio do palco.


Assim, mesmo resistindo, Katy é presa em uma barra de ferro que ficava no meio do palco pelos dançarinos e assim a cantora canta;

"So please sweetie (keep yourself)
But You will be able to have none none none
Chances to make me your piece of meat (cause I know who is myself)"

*Trechos em parenteses são os quais foram pré-gravados pela cantora pois são 'second-voice' na canção, o resto foi cantado ao vivo por Katy, algo que a cantora faz questão de fazer.


Após cantar isso, os dançarinos começam a ficar enfurecidos e colocam lenha em baixo da cantora e logo depois essa mesma lenha começa a ser "queimada" (ainda com o mistério se era efeito ou realmente real), e assim a cantora performa o refrão da canção em uma posição fixa, dramática porém altamente reflexiva:

"Super-supernatural-ral
Never be controlled
So Supernatural-al
Never under control
Super-super-natural-al
Never in control
So you will loooolooose
If you make something that you can't prove"



Ainda presa e "queimando" a cantora diz a seguinte frase:

"I PREFER BURN TO MY WORDS AND CONSCIENCE THAN BURN MY WORDS TO DON'T BE IN THE 'FIRE'" e completou "WHAT WOULD BE A BODY WITHOUT A VOICE?"



Após isso Katy solta um "último grito" (pré-gravado e editado para criar um efeito eco) e as luzes do palco são desligadas rapidamente.

-Third Phase: Serenade For The Needed;

Após pouco tempo as luzes são acesas novamente, agora com um cenário totalmente mudado.


O cenário agora com foco de luz apenas em uma gaiola, na qual Katy está aprisionada. O figurino da cantora era de penas douradas (representando o aprisionamento da mesma, como um animal, uma ave), gerando uma alta simbolização (assim como a etapa passada (Second Phase), caso não percebido: fazia alusão a eventos do passado da civilização da Idade Média e a outro tema na qual é presente em todos os anos da civilização, porém mais evidente atualmente... Agora, cabe a você descobrir qual/quais).

A gaiola representava tudo na qual não nos permite crescer: medo, acomodação, preconceito, insegurança, não aceitação alheia.... Porém, além disso, tem uma alta relação no discurso que Katy fez na primeira fase (First Phase): faz uma apologia às pessoas que estão ao nosso redor que sempre querem te diminuir a algo, querem te "aprisionar" em uma ideia, um preconceito em relação a você, a tudo que você representa, muitas vezes por medo de encarar a realidade pura e crua e querer persistir na ignorância ou por simplesmente acharem que estão acima da mentira e da verdade, do bem e do mal.

Nesta etapa, Katy irá cantar uma música inédita do seu futuro álbum (com nome, por enquanto, não revelado), uma canção que capta muito do que foi demonstrado em toda essa performance e muito mais, uma canção que traz o ar na qual todos nos buscamos respirar (ou pelo menos aqueles que buscam crescer).

A cantora começa a cantar uma canção na qual esta sendo lançada exatamente neste momento, Katy a escreveu com base na inspiração de vários fatos e coisas na qual perturbavam sua mente, o sofrimento de uma pessoa na qual está presa em uma “gaiola”...... Em um estereótipo.... E muitas outras coisas na qual serão esclarecidos no momento certo, afinal esta canção terá vida aos olhos do público apenas agora. Em breve, em novos artigos, facetas até antes ocultas serão reveladas.

Com muito prazer, apresento o mais novo fascículo da era;


A canção começa com sons feitos por pianos, seria um som meio melancólico e gótico ao mesmo tempo, afinal trás uma ideia ilusionista de batidas de teclado (porém ser ter ar futurístico), logo após isso Katy começa a cantar em um tom calmo e reflexivo (porém não cansativo) o seguinte trecho:

“Sometimes we feel, the darkest day
But we can overcome anything
Sometimes we feel that, we’re weaker
Than a piece of paper
But I know”

Logo após isso Katy começa a tentar abrir a jaala, porém sem resultado e com um tom desesperador na face diz:

“That’s time to grow, time to gro-ow
Restart our essence, our e-ssence
To make more sense
That's just the beginning
Of everything”

Após isso, a mesma tenta abrir e sem resultado (novamente), exclama (com instrumentais ao mesmo ritmo, religiosamente):

“1, 2, 3
Want to be free
1, 2, 3
I just want to be me”

Após isso o palco começa a tremer, fazendo a luz do palco tremer (propositalmente), e logo em seguida a jaula (que era o maior empecilho) se abre e Katy com um rosto extremamente expressivo (como na foto) e ainda dentro do objeto exclama:


“Write what I'm saying
That's time to grow
To restart our essence
To make more sense
So let's just talk with each other
Cause you know that I don't need another (mistake)”

Em seguida, Katy fecha os olhos e coloca a mão no seu coração. Assim, pedaços de bolinhas douradas começaram a cair exatamente onde Katy estava, impossibilitando o público de ver a performer, logo depois as luzes se apagam.

-Fourth Phase: The Renascence.

Em 13,5 segundos, as luzes se acendem.

O cenário, antes apenas com uma jaula e a orquestra (aparentemente), muda totalmente, agora com um fundo branco e com Katy no centro do palco, usando um vestido branco (símbolo da renovação), um penteado discreto, um microfone e sua alma.


Sua mão, que na última fase (Third Fase), que terminou no seu coração, se levanta, simbolizando a abertura do que Katy sentia e queria expor.

Após alguns segundos imóvel, K P, acompanhada por toda a orquestra em seu estado máximo de som, começa a cantar o refrão da sua canção divinamente, angelicalmente, de uma forma tão libertadora como um pássaro na qual nunca saiu de sua gaiola e só agora pode ver sua verdadeira essência, tão libertadora como um judeu que nasceu em um campo de concentração porém apenas pode respirar sua dignidade e liberdade no fim do Holocausto...:

“That means so much to me
That's what I needed to live
I'm finally free
I was born to be free
That's what I waited all nights
I'm finally free
I'm finally free
I'm finally free
I'm finally free
I'm finally free
(Is that what I need to live)

That matters to me, and you will spread
That I've set fire, since the beginning”


Após isso Katy prosseguiu a performance com ar de esplendor porém não tão marcado como no refrão.

“Write what I'm saying
That's time to grow
To restart our essence
To make more sense
So let's just talk with each other
Cause you know that I don't need another (mistake)

I'm finally free
That means so much to me
That's what I needed to live
I'm finally free
I was born to be free
That's what I waited all nights”


Após isso, pausadamente, Katy diz:


“1, 2, 3
Want to be free
1, 2, 3
I just want to be me”

E assim chega o refrão e o palco muda de figura totalmente com as luzes acesas em todo o palco, surpreendendo o público:


Acendendo totalmente as luzes de forma geral, o palco é tomado por instrumentistas, coral e muito mais! Deixando um momento de destaque na performance. O coral começa a cantar o refrão e alegorias, deixando nossos ouvidos terem a sensação de ouvirem uma sintonia perfeita e viverem um momento de fato único. Já os instrumentos agora mais completos ainda, além de um acompanhamento impecável de violinos, estão acompanhados de baixos e entre outros:

“I'm finally free
I'm finally free
I'm finally free
I'm finally free
(Is that what I need to live)
And know I can breath

Cause have a thing that we need
We may seem invincible
But we are weaker than glass
When thrown away to the floor
You must have to believe
I think that you are too smart to it
You need to wake up
We break windows, we break things
Cause we’re not perfect but I’m just trying to breathe

I'm finally free
That means so much to me
That's what I needed to live
I'm finally free
I was born to be free
That's what I waited all nights
And you are going to see that”

Após o trecho as luzes se apagam novamente e o foco fica novamente em Katy, a mesma diz:


“Espero que vocês entendam este renascer, novo constante renascer que nós necessitamos, todos precisam entender e buscar expandir nossas melhorias”.

Em seguida, Katy finaliza a canção de forma solene, apenas acompanhada de um piano na qual estava sendo tocado desde o começo da canção. De fato a palavras que sairam de uma forma lenta porém glorificante marcaram (o simples muitas vezes pode ultrapassar o ultramáximo):


I'm finally free
I'm finally free
And you are going to spread
That I've set fire since the beginning
I'm finally free
I'm finally free
Now I can easily breathe
I'm finally free (my life is just mine)
I'm finally free (makes our hearts believe)
I'm finally free (our souls are free)
I'm finally free (waited for it all nights)
(Is that what I need to live).

E assim, com o final da canção (o último acorde já ter sido tocado pelo piano), Katy fecha os olhos, se inclina (como sinal de querer transferir todas as mensagens da performance ao público) e entra em na bola na qual estava dentro no começo da performance de ‘Supernatural’.


Assim ao entrar na bola, uma imagem começa a ser refletida de dentro da bola! Parecendo uma transformação de algo a ser revelado, confira algumas imagens do processo:

O surgimento da forma posterior a luz:






Após isso aparece em destaque:


THE-RENASCENCE- IS-ALMOST-COMPLETED
(Pre-order now)

Know more about Finally Free and the message inside in:
 KATYPERRY.COM

That´s just the beginning of everything.
A LIFE, A MESSAGE, A VOICE, A RENASCENCE
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 3:49 pm

Vamos agora, conferir a primeira categoria da noite.
Uma voz masculina, de locutor, anuncia a categoria. Anunciando cada indicado, um pequeno trecho de 8 segundos do vídeo aparece.

Best Music Video:
Marina and the Diamonds - Inspiration
Carly Rae Jepsen - Boy Problems
Katy Perry - Desire a Dream
Lady Gaga - Tunnel Of Love
Melanie Martinez - Soap

"And the winner is..." anuncia Florence, pegando o papel de dentro do envelope.

Spoiler:
Lady Gaga, Tunnel Of Love.
*Joseph Khan, Lady Gaga, Taylor Kinney e Sarah Paulson, os atores e o diretor, ganham o prêmio.
Os presentes vão receber o prêmio e fazem um discurso.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 3:53 pm

A voz do homem retorna, anunciando a segunda categoria.


Best Packaging:
Miley Cyrus - Bangerz *trecho de We Can't Stop
Lady Gaga - V *trecho de Heart on your Finger

Victoria Justice - VICONIC *trecho de You Know I'm The One

Melanie Martinez - Cry Baby *trecho de Soap

Marina and the Diamonds - Die Life & Alive Death *trecho de Heartcore


"And the winner is..."


Spoiler:


[size=13][size=13]CRY BABY! *Melanie não recebe o prêmio[/size][/size]
O diretor de arte não sobe ao palco, dando continuação a premiação


Parabéns aos vencedores. E agora, com vocês, Rihanna, cantando aqui no palco do Grammy.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 3:57 pm

Rihanna, compareceu ao Grammy, para performar a música Jump. Rumores de um novo single ainda esse mês ficaram ainda mais fortes. Rihanna começa a performance da música, em frente a um cenário semelhante a uma festa de gala, resultando em um cenário avermelhado, para contrastar com o look de cor preta da cantora.


A cantora performa a música com alguns movimentos, porém sem muita dança. Quando o refrão "explode", vários dançarinos, com longas roupas pretas aparecem ao fundo, e o cenário muda de repente (revelando o chroma key rsrsrs), para uma rua escurecida e perigosa" onde está nevando. Os dançarinos fazem a coreografia agressiva, enquanto Rihanna dá pulos de um lado para outro. No último refrão, uma cidade distorcida e o fundo, e é ainda mais agressivo. Rihanna dá um grito para a plateia e sai.

avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:00 pm

Senhoras e senhores, Rihanna! Agora, vamos a próxima categoria, Best Alternative Song. Essa categoria, premia as melhores composições da música alternativa, desconsiderando a gravação.
Pequenos trechos da música são reproduzidos ao serem anunciados.

Best Alternative Song:

Charli XCX - Set Me Free, herself & Ariel Rechtshaid.
Allie X - Catch, herself, Michael Wise, Steve McKay, Kieran Adams, Graham Bertie & Alex Puodziukas.
Grimes - Unicorns, herself.
AURORA - Learn To Live, herself & Marina Diamandis.
Troye Sivan - In My Head, himself & Taylor Swift.

And the winner is:

Set Me Free, by Charli XCX and Ariel Rechtshaid.
Charli vai ao palco e faz discurso.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:01 pm

Vamos anunciar o melhor álbum de música alternativa.
Best Alternative Music Album:
Grimes - One Of His Shapes *trecho de Unicorns
Allie X - Feelin' X *trecho de Catch
Charli XCX - Charli XCX *trecho de What I Like
Fever Ray - себя (sebya) *trecho de себя
iamamiwhoami - bounty *trecho de o
And the winner is:

Spoiler:
Allie X, Feelin' X
Allie X vai ao palco e faz discurso
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:03 pm

E agora, com vocês, a jovem cantora e compositora, Ariana Grande.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:04 pm



O Palco começa apagado , totalmente escuro , e repentinamente o instrumental de Orbit começa a tocar , e ao acompanhamento da batida eletronica misturado ao som do xilofone luzes azuis e roxas sombream o fundo formando a palavra ''Orbit'' , ao final disso todas elas se distoricem , descem ao centro do palco iluminando Ariana , que veste um vestido curto preto , com botas bem longas e seu clássico cabelo preso. Rapidamente o fundo se esfumaça em rosa e azul e dançarinos entram no palco:



Ela esta radiante andando entre os dançarinos e se encaixando na coreografia , o jogo de luzes está sempre alternado e fazendo uma giratoria , semelhante ao movimento de órbita. Ao chegar no pré refrão , os dançarinos começam a formar um círculo ao redor de Ariana , e se movimentam periodicamente , refletindo as luzes dos holofotes em seus casacos espelhados.



Então há um blackout , e luzes vindas do topo circulam Ariana com feixes de luzes que vão até o chão um pouco afastados de Ariana. O refão estoura e Ariana e seus dançarinos fazem a coreografia , os dançarinos se espalham pelo palco enquanto as luzes orbitam Ariana que canta no centro do palco, ela canta demonstrando seu poder vocal com seus agudos.



Ao chegar do bridge o instrumental para , e começa o instrumental de Voodoo Doll , na parte do refão, mas ele Ariana não o canta , as luzes se acendem em meia-fase , enquanto Ariana e seus dançarinos em fila fazem uma coreografia com bastante jogo de corpo , bem modulada e ondulada , ao fim do refão os dançarinos ''caem'' no chão descendo em espriam e pulam na volta do refão de Orbit.
Ariana canta o ultimo verso do refão com todas os lazers coloridos orbitando-a.

avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:08 pm

"YAAAAAAAAS FLORENCE YOU LOOK SOOOOO GOOD!" se escuta um grito na plateia. Os mesmo dão risadas, assim como Florence. A cantora anuncia a próxima categoria. “Agora, vamos conferir os indicados em Melhor Gravação de Música Alternativa”.


Best Alternative Record:
Allie X - Catch
Charli XCX - What I Like
Grimes - Baphomet
Troye Sivan - My Streets (feat. Iggy Azalea)
Zella Day - Bloodline


The winner is:

Spoiler:
Allie X, Catch!
Allie vai ao palco e faz discurso.


Agora, vamos aplaudir Britney Spears, senhoras e senhores!
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:10 pm

Britney: Olá! Vamos conferir os indicados em "Melhor Gravação Dance".




A voz masculina, assim com sempre, anuncia os indicados, enquanto trechos das músicas aparecem no telão.


Best Dance Recording:
Lady Gaga - Tunnel Of Love
Ke$ha - Die Young
Jennifer Lopez - Stopping The Ball
Melanie Martinez & Allie X - Die Another Day
and Ellie Goulding - Something In The Way You Move


Britney: A vencedora é:

Spoiler:
Lady Gaga by Tunnel Of Love!
Lady Gaga vai receber o seu segundo prêmio da noite, entregue pela lenda Britney Spears.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:11 pm

Britney: Vamos conferir agora, a performance de Stefan Lancaster, de seu novo single, "Style"!
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:15 pm

No 58th Grammy Awards de 2016, Stefan Lancaster apresentou uma versão orquestrada do terceiro single do recente álbum Journey, Style.
 
Antes de qualquer som no palco, diversas lamparinas de papel se acendem lentamente, iluminando pouco a área central mas o suficiente para ver uma pequena orquestra sentada logo abaixo das luzes.
 

 
A orchestra começa a tocar a melodia da música, sons de violinos, harpas e outros instrumentos ecoaram enquanto Stefan entrava pelo meio do palco, passando entre as duas bancadas onde a orquestra estava.
 
Ao chegar no local de foco da luz, vemos que ele usava um simples terno preto e branco e segura um microfone em sua mão direita.
 

 
A performance foi bem simples, mas a bela versão acústica da música anteriormente bem pop e animada, obteve a atenção da plateia assim como a letra.
 
Entre as estrofes e os refrões, cada uma das luzes mudava, alternando entre ficarem mais fortes e mais fracas, e apagando e ascendendo lentamente.


 
No último refrão, todas as luzes se mantiveram acessas e fortes, enquanto alguns poucos holofotes também iluminavam o palco onde ecoava a voz de Stefan e os sons da orquestra. 


Última edição por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:19 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:19 pm

Florence volta ao palco. "Vamos dar uma olhada nos indicados a Best Pop Duo or Group Performance".

Best Pop Duo/Group Performance:
C.A.L.M. - Catch The Shade
Avril Lavigne - Bad Girl (feat. Marilyn Manson)
Troye Sivan - My Streets (feat. Iggy Azalea)
Melanie Martinez & Allie X - Die Another Day
Victoria Justice - You Know I'm The One (feat. Iggy Azalea)

And, the winner is:
Spoiler:
Catch The Shade!
Marina and the Diamonds e Carly Rae Jepsen fazem discurso.

E agora, performando aqui, Marina and the Diamonds!
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:22 pm

Marina é mostrada no palco quando um forte holofote a ilumina. Usando um curto vestido verde-mar e segurando o microfone enquanto olha para cima, ela começa a cantar o refrão de “Inspiration” quase a capella, com um instrumental bem leve e sintetizado no fundo.



O instrumental mais animado do single começa, e diversos dançarinos, homens e mulheres, se espalham pelo palco ao redor de Marina enquanto a mesma ainda está olhando para cima enquanto o holofote lhe dá o foco.



Os diversos dançarinos faziam a coreografia da música enquanto Marina começa a se movimentar pelo grande palco, cantando as estrofes e refrões românticos.

A música foi cortada até somente o segundo refrão, onde Marina dançou um pouco com os coreógrafos ao meio de várias luzes brancas enquanto cantava.

Ao fim do refrão, um clarão acontece no palco antes do instrumental começar a mudar, lentamente se tornando o instrumental de “Worldwide Dream”, e os dançarinos saem do palco.

Marina canta as estrofes incentivantes enquanto o instrumental é mais simples, dando espaço para ela mostrar seu poder vocal mais facilmente, e nos refrões, o instrumental extremamente detalhado ainda a dando espaço para mostrar a voz em harmonia com o ritmo.



Após o segundo refrão, enquanto o instrumental desacelera, um grupo de 20 jovens entra no palco, se alinhando um pouco atrás de Marina no palco. Ela sorri para o grupo, que na verdade era um pequeno coral de colegial vindo de sua cidade natal, Abergavenny. Os adolescentes estavam caracterizados bem casualmente, nada parecido com um coral de igreja por exemplo, algo mais comparável ao estilo da série Glee.

Então Marina começa a cantar a bridge da música, enquanto o coral harmoniosamente faz o backing vocal, e o mesmo continuou no último refrão mais longa, onde Marina dava mais espaço para mostrar a voz do coral do que sua própria em alguns versos.

Ao fim do instrumental, todos repetem o ultimo verso mais lentamente e a capella, finalizando a performance ao som de palmas de toda a plateia. Marina vai para mais perto do grupo atrás dela e todos dão as mãos, fazendo uma reverência e se despedindo. Quando levantam novamente, Marina está chorando um pouco assim como a maioria dos jovens, estão sair do palco sorrindo ainda ao som de gritos e aplausos.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:27 pm

Chamando para o palco, a cantora Rihanna!
*aplausos*

Rihanna: Boa noite a todos. Essa é uma noite maravilhosa. Vamos conferir o vídeo da música “Hush Hush”, novo single de Avril Lavigne. Após isso vamos conferir mais uma categoria.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:27 pm

O clipe tem início em um quarto completamente vazio e com um chão com grande acúmulo de sujeira, a imagem era preta e branca. Uma mulher loira vestindo um longo e simples vestido branco entrou no cômodo e sentou-se no solo. A câmera ia se aproximando, aparentava ser uma moça bem jovem. O rosto de Avril entrou em cena, sua maquiagem borrada indicava que chorava momento antes. O instrumental do single se iniciou, segundos depois a parte cantada pela loira também. A Câmera mostrou todo o quarto em único giro de 360°. A canadense retirava de suas vestes algumas fotos de tamanho médio, ao mostrar uma delas a tela pareceu correr para a fotografia que logo se transformou em uma espécie de ‘’flashback’’.



Lavigne andava pela rua junto a um belo rapaz, os dois eram só sorrisos e caminhavam de mãos dadas. Como se alguém a puxasse para cima, a história foi se distanciado. O quarto surgia novamente com a canadense observando suas fotografias e, novamente uma imagem fora captada e a câmera aproximou-se do papel e registrou ouro vídeo do casal. Aos prantos a loira estava deitada sobre o corpo de um jovem ensanguentado no asfalto, um outro desconhecido encapuzado corria para bem longe segurando uma arma de fogo em sua mão direita. E novamente se afastou.



A jovem que estava no quarto largou as imagens e como em um surto, bateu com ambos os braços e uma parte da parede totalmente branca e mostrou seu rosto molhado repleto de lágrimas. Uma imagem que foi arremessada até uma pequena janela ''fundiu-se'' a tela e mostrou uma festa de boas-vindas com várias pessoas e um cadeirante, o rapaz não havia morrido no assalto. No entanto, não se fazia presente a canadense.



O quarto novamente surgia, o corpo da estrela estava jogado no chão. Dentre as fotos espalhadas havia um papel com algumas palavras escritas, o papel estava molhado e as letras eram quase ilegíveis. Soava como um pedido de desculpas e também um término de relacionamento, provavelmente escrito pelo rapaz que estava tentando poupá-la do sentimento da cadeira de rodas. Imagens da loira derramando lágrimas no papel foram exibidas, todo o quarto estava bagunçado com móveis e objetos quebrados.


Agora o vestido branco espalhava-se por todo o chão que poderia cobrir com seu comprimento, o olhar de Avril era vidrado e sem vida [cenas dela com um vestido curto preto apareciam rapidamente]. O tempo que faltava para o fim do vídeo foi ocupado por closes no rosto de Lavigne, imagens mais detalhadas do quarto em que a maior parte das cenas se passaram. No fim, um último foque na face da cantora que levou seu dedo indicador da direita até a boca e o olhar com tristeza para a tela.


avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:31 pm

Rihanna: Os indicados a Best Pop Album são:

Best Pop Album
Melanie Martinez - Cry Baby *trecho de Cry Baby
Victoria Justice – VICONIC *trecho de Tea To Put Life
Ellie Goulding – Delirium *trecho de Something In The Way You Move
Lady Gaga – V *trecho de Tunnel Of Love
Avril Lavigne - Avril Lavigne *trecho de Hush Hush

Rihanna: And the winner is… *pega envelope*

Spoiler:
Ellie Goulding, Delirium
Ellie Goulding vai receber o prêmio.

E agora, performando seu novo single “SMS”, Miley Cyrus!
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:34 pm




Miley Cyrus se apresenta no Grammy com a música "SMS (Bangerz)", single do seu quarto álbum "Bangerz".

As luzes se acedem e se vê um urso gigante no palco, alguns segundos depois ele se abre, e de dentro dele sai Miley



Um instrumental de twerk começa a tocar dentro da arena, e dançarinos vestidas de urso aparecem ao lado de Miley e começam a dançar junto com ela.





Quando o instrumental termina, a banda de Miley começa a tocar SMS.



"All the way in the back, with a tree on my lap
All the boys like to ask me
What you doing with that
Yeah, if you say you love me, I ain't fooling with that
They ask me how I keep a man
I keep a battery pack"



"One day he wants me, one day he wants me not
I don't do chances, cause time isn't what I got
If he's like that
I got a world tour that they need me at
I can't be sitting round here waiting for a man
To tell me where the fuck my CV at
Where Mike Will at"



"I can strut that strut, that strut, that stuff, bangerz bangerz
I can strut that strut, that strut, that stuff
I can strut in my stuff, bangerz
I can strut that strut, that strut, that stuff
I can strut that strut, that strut, that stuff
Bangerz
I can strut in my stuff bangerz bangerz"



"Play boss the play
Doctor get that big rose
Sit that on my hand
Make that media big talk
Play boss the play
Strike that boss with the purple
Got up in my brain
Had me a little bit dismal

I, I bangerz, I, I bangerz
I, I bangerz I, bangerz, I"



Após a música terminar, Miley tira o onesie de urso que estava vestindo, ficando apenas com um top e short cor de pele, e The Weeknd aparece no palco, e seu single "Can't Feel My Face" começa a tocar, e os dois cantam juntos.

"And I know she'll be the death of me
At least we'll both be numb
And she'll always get the best of me
The worst is yet to come
But at least we'll both be beautiful
And stay forever young
This I know, yeah, this I know"



"She told me, "don't worry about it"
She told me, "don't worry no more"
We both know we can't go without it
She told me, "you'll never be alone"
Oh, oh, woo"



"I can't feel my face when I'm with you
But I love it, but I love it
I can't feel my face when I'm with you
But I love it, but I love it"





"She told me, "don't worry about it"
She told me, "don't worry no more"
We both know we can't go without it
She told me, "you'll never be alone"
Oh, oh, woo"





"I can't feel my face when I'm with you
But I love it, but I love it
I can't feel my face when I'm with you
But I love it, but I love it
I can't feel my face"



Quando a canção terminou, balões infláveis que formavam Bangerz foram jogados na platéia e foram aplaudidos, agradeceram e saíram do palco.





Jaden, Willow e Will Smith durante a apresentação.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:40 pm

Florence: UAU K FORTE....................... mas vamos seguir com a premiação. Os indicados em Best Pop Solo Performance são:

Best Pop Solo Performance:
Ellie Goulding - On My Mind
Katy Perry - Desire A Dream
Carly Rae Jepsen - Boy Problems
Melanie Martinez - Soap
Avril Lavigne - Here's To Never Growing Up

And the winner is…

Spoiler:
Melanie Martinez, Soap!
Melanie faz discurso sobre seu primeiro Grammy.

No palco do Grammy, performando Die Young, Ke$ha!
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:43 pm

Vários dançarinos com caveiras pintadas no rosto estavam no palco, posicionados atrás dos tambores. Um trono estava no meio do palco, como o palco estava escuro, só era possível ver os enfeites verde e rosa atrás dele. A iluminação do palco, junto da fumaça no mesmo, dava a impressão que havia uma cortina verde-água no palco.



A câmera aproximava-se cada vez mais de Ke$ha enquanto a mesma começa a cantar, o trono fica mais iluminado, revelando que haviam mais dois dançarinos na frente de Ke$ha, que estava com uma grande coroa com espécies de lanças e pontas de espadas que saíam delas, além de um véu preto.



I hear your heart beat to the beat of the drums
Oh what a shame that you came here with someone
So while you're here in my arms
Let's make the most of the night
Like we're gonna die young
We're gonna die young
We're gonna die Young

Let's make the most of the night
Like we're gonna die young

Let's make the most of the night
Like we're gonna die young


Ke$ha então, tira a coroa e o véu, se levanta, os dançarinos fazem uma espécie de pirâmide e a cantora fica no topo dela.



Young hearts, outta our minds
Runnin' till we outta time
Wild childs, lookin' good
Livin' hard just like we should
Don't care who's watchin'
When we're tearin' it up
That magic that we got nobody can touch


Os dançarinos vão para o lado esquerdo do palco e fazem uma espécie de ‘montainha’, um dançarino pega a mão de Ke$ha e a puxa.



Lookin' for some trouble tonight
Take my hand, I'll show you the wild side
Like it's the last night of our lives
We'll keep dancin' till we die


Os dançarinos ficam coreografando à esquerda do palco, alguns com os tambores e alguns não, enquanto Ke$ha fica cantando à direita.



I hear your heart beat to the beat of the drums
Oh what a shame that you came here with someone
So while you're here in my arms
Let's make the most of the night
Like we're gonna die young
We're gonna die young
We're gonna die young

Let's make the most of the night
Like we're gonna die young

Let's make the most of the night
Like we're gonna die young


Ke$ha então, fica rebolando com alguns dançarinos, enquanto outros ficam tocando os tambores, Ke$ha vai ao centro do palco e os dançarinos a pegam, reproduzindo uma cena que esteve no clipe.





Young hunks, takin' shots
Strippin' down the dirty socks
Music up, gettin' hot
Kiss me, gimme all you got
It's pretty obvious that you got a crush
That magic in your pants is makin' me blush

Lookin' for some trouble tonight
Take my hand, I'll show you the wild side
Like it's the last night of our lives
We'll keep dancin' till we die


Os dançarinos põem a cantora no chão, eles continuam a coreografar enquanto a mesma fica no chão e canta o último refrão da música.





Like we're gonna die young

I hear your heart beat to the beat of the drums
Oh what a shame that you came here with someone
So while you're here in my arms
Let's make the most of the night
Like we're gonna die young
We're gonna die young
We're gonna die young
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:47 pm

Florence: E a próxima categoria é Best New Artist.

Best New Artist:
Melanie Martinez *trecho de Carousel
Charli XCX *trecho de Set Me Free
Allie X *trecho de Bitch
Natalia Kills *trecho de Golden
Victoria Justice *trecho de Tuxedo Trouble

And the winner is...
Spoiler:
Victoria Justice!
Victoria Justice faz o discurso agradecendo o prêmio.

Agora, vamos conferir a performance da música Die Another Day.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:49 pm

Assim que a apresentadora anuncia a performance, as luzes se apagam gradualmente. Dois segundos depois se escuta a frase: "Sweet dreams are made of this". As luzes permanecem apagadas, porém a plateia percebe que Allie X é quem canta e alguns gritos são ouvidos. Alguns segundos depois, ela continua: "Who am I... to disagree?". As luzes então se acendem revelando Allie X sozinha no palco, no cenário de uma catedral/igreja barroca do século XVIII.


Catedral cenário.

O instrumental da música então começa em poucos segundos e Melanie Martinez entra no palco. As cantoras se cumprimentam com a cabeça e começam a cantar. As duas cantam as músicas com roupas que parecem ser de luta e com máscaras espalhafatosas, semelhantes a um carnaval de gala.. Ao fundo, perto dos bancos da catedral, algumas figurantes (apenas mulheres) conversam e gesticulam, com trajes de uma burguesia colonial, que se assemelham a um grande vestido de armação. Na performance, as duas gesticulam como se estivessem em confronto, junto a sabres de esgrima.


Roupa das cantoras. Allie X, roupa branca. Melanie Martinez, roupa preta.


Máscara de Melanie e de Allie.


Roupa das figurantes.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Luis em Sab Mar 12, 2016 4:55 pm

A próxima categoria premia os compositores da melhor música do ano. Os indicados em Song Of The Year são:

Song Of The Year:
Marina and the Diamonds - Heartcore (feat. Lindsay Stirling); Marina Diamandis;
Avril Lavigne - Give You What You Like; Avril Lavigne, David Hodges & Chad Kroeger;
Lady Gaga - Tunnel Of Love; Lady Gaga;
Victoria Justice - Tea To Put Life; Victoria Justice, Julian Bunetta & Tove Nilsson;
Melanie Martinez – Carousel; Melanie Martinez, Kinectis & One Love.

And the winner is…

Spoiler:
Give You What You Like by Avril Lavigne, David Hodges & Chad Kroeger
Os três vão ao palco e fazer discurso.

Ellie Goulding agora, aqui no palco do Grammy.
avatar
Luis

Mensagens : 190
Reputação : 1
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GRAMMY, A PREMIAÇÃO

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum