[EP] CL - Sushi Roll

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[EP] CL - Sushi Roll

Mensagem por Lunacy Records em Dom Dez 13, 2015 12:12 pm


Título/Artista: Sushi Roll - CL
Data de lançamento: 13/12
Gêneros: Rap
Língua: Inglês/Coreano
Duração: 22:38
Produtores: Diplo, Teddy, Nakata, CL
Escritores: CL, Kyary Pamyu Pamyu Pamyu
Gravado em: Lunacy Records Studio

Tracklist:
01. Little Doctor Pepper [Intro]
Spoiler:
Little Doctor Pepper: O EP começa com uma versão editada de Doctor Pepper, música produzida por Diplo que se conduz em batidas fortes. Originalmente um feat entre CL e outros dois rappers, a faixa foi editada para uma versão mais curta, tendo apenas os primeiros versos de CL e o refrão (além de, claro, o instrumental). Com 01:58, a faixa terminaria bruscamente caso fosse apenas um corte, e por isso a própria rapper sugeriu que o fim fosse conduzido para batidas mais fracas, para dar um ar mais coeso ao início da próxima música.
Apesar de não ter feito nada por conta própria na produção como gostaria de fazer, CL compôs a letra da música, falando sobre refrigerante simplesmente porque ela pode. O nome também foi escolhido por ela, que preferiu fazer uma brincadeira com o tamanho dos copos nos fast-foods ["Little" se referindo à forma de se pedir um refrigerante pequeno] ao invés de apenas colocar um "Short Ver." ao fim do título.
Spoiler:

"Put it on ice bitch, Dr. Pepper
Feeling so clean, it don't get no fresher
Chillin' in the freezer when I'm under pressure
I put it on ice bitch, Dr. Pepper
Dr. Pepper
Dr. Pepper, Dr. Pepper
Dr. Pepper
Dr. Pepper, Dr. Pepper"
02. Big Mac
Spoiler:

Big Mac é uma faixa também produzida por Diplo, mas mais complexa que a anterior. As batidas leves que encerram a música anterior se misturam ao início dessa enquanto toda uma atmosfera sessentista é formada, com a produção se deformando até se tornar em algo completamente diferente, contrariando tudo o que tinha sido construído antes e. A letra composta por CL então começa, mostrando que o lado mais nonsense das letras tinha sido mudado para uma crítica social disfarçada e sarcástica, semelhante ao feito por Lana Del Rey ao exaltar toda a aura hipster em Brooklyn Baby. Nela, CL fala sobre a anorexia que muitas garotas adquirem na busca pela beleza, e também sobre o uso de drogas. A música termina com uma salva de palmas ao fundo, como se a sociedade afirmasse tudo aquilo que ela disse.
O refrão da música tem um jingle do Big Mac modificado, e é daí que vem o título da mesma.
Spoiler:

[...]
"Never eat
This is the pretty girls' tip.
[...]
Two all-beef fatties:
Special sauce, lettuce
Cheese, pickles, onions
Sesame seed bun
That's not the pretty girls fun[...]"
03. Sushi Roll
Spoiler:
Diferente da faixa anterior, que vai crescendo com o tempo num flow lento de rap, Sushi Roll é uma música que faz exatamente o contrário. CL produziu a faixa, uma música essencialmente pop, juntamente de Nakata, produtor japonês. Ela começa com duas batidas de gongo, criando uma atmosfera asiática que ainda não havia sido usado no álbum.

A letra fala sobre diversos estereótipos do leste asiático, especialmente da China, Japão e Coreia, já que no Ocidente muitas pessoas tratam quem vem de lá como se fossem a mesma etnia. Apesar de CL ter composto a maior parte dela, Kyary Pamyu Pamyu, colega de gravadora, selecionou palavras e pedaços aleatórios de canções de ninar para o fundo da faixa, se misturando ao instrumental feito pelas batidas e, claro, pelos elementos asiáticos que se tornam cada vez mais presentes.

Em certo ponto da música, instrumentos de corda coreanos se misturam à tambores japoneses e o ritmo passa a ser marcada por gongos, e é nesse momento que a música tem seu break de rap: Todo o clímax criado pouco antes é quebrado numa "pausa" do instrumental, que dá lugar a uma estrofe "coreana" e a cappella. Assim que esta termina, os gongos soam novamente, e a música chega ao fim.

Spoiler:

"[...]
China girl
Straight outta Seoul
Tokyo pearl
I'm Miss Sushi Roll
[...]"
04. Kill Bill Vol. 3
Spoiler:
A próxima faixa, mais uma vez produzida por CL e Nakata, retoma o toque asiático da faixa anterior, mas de uma forma diferente: Começando com uma sample de Don't Let Me Be Misunderstood cortada por som de espadas enquanto a rapper grita "I'm gonna Kill Bill!", a faixa é apresentada como uma luta durante toda a sua extensão, com os sons de espadas persistindo enquanto CL jogava seus versos rapidamente, contrastando o flow usado nas faixas anteriores. Mais uma vez CL compôs os versos enquanto Kyary Pamyu Pamyu escolheu palavras para serem ditas no fundo, com a exceção de que dessa vez as palavras usadas foram frases do filme Kill Bill Vol. 2 traduzidas em japonês, e não estão presentes na maior parte da faixa, sendo mais ouvidas em seu final.

As batidas são, de certa forma, genéricas, mas as particularidades da faixa a deixam diferente das demais. Em certo momento, Nakata usa uma sample da faixa "Dragon Tattoo", de Fatima Al Qadiri, e como referência à ela CL usa o título da música durante a letra.

A letra volta a falar sobre a Ásia, mas dessa vez representando o crime organizado no Japão, país onde passou uma parte da sua vida. A faixa dá destaque às personagens O-Ren Ishii e Elle Driver, ambas de Kill Bill. Apesar da letra ser uma das mais fracas do EP, tendo rimas forçadas e até mesmo pobres, CL acha que essa é uma das melhores faixas do álbum pelo seu conceito.

Spoiler:

"I'm Seoul Yakuza queen
Dragon tatoo on my arm
My sword is O-Ren Ishii
But Elle Driver is my charm"
05. Pulp Fiction
Spoiler:
Essa pequena "música", com apenas poucos segundos, retorna com as batidas mais ocidentalizadas de Doctor Pepper, mas dessa vez produzida por Teddy, produtor sul-coreano.
A música não tem letra propriamente dita, e sim um pequeno agradecimento de CL aos que estão ouvindo a faixa. Sim, a música se sustenta num simples "Thank you" enquanto a batida se aumenta. O nome Pulp Fiction foi escolhido porque, para uma faixa que além de se aproximar do fim do EP representaria a volta das “batidas ocidentais” para a última faixa, CL resolveu continuar na linha "Tarantino" e escolher um filme dele que se foque no mundo ocidental.
06. Hello Bitches
Spoiler:
Hello Bitches, lançada como single por CL, tem uma história: Lançada quando CL estava em outra gravadora, a faixa já teve até mesmo um clipe, mas o mesmo foi excluído quando a rapper foi para Lunacy Records, sem ter o tempo para divulgá-lo no Ocidente. Assim como Doctor Pepper, teve seus direitos autorais comprados e foi introduzido no EP com alterações: Metade da bridge presente no single foi cortada, tirando duas das quatro repetições dos versos "Lights out, killing it some more/Bad bitches get down on the floor", o que acelerou o deslizar da faixa até o "Hana, dul, set/Bitches!".
Além disso, a faixa não teve qualquer outra alteração. Foi produzida por Teddy, assim como "Pulp Fiction", e composta por CL.
Spoiler:

Eongdeongi ppangppangppang
Namjadeureun Time Time Time
Nae ipsul nyamnyamnyam
Eodilgadeun dangdangdang
Deungjangeun chachacha
Ttwijattwija bangbangbang
Disco pangpangpang
Hello Bitches!

Nan jigeum eodiya syoping spree in Tokyo
Wake up in my private jet maeil achim ttottia
Liftin’ cards in Macau naega jeil jallaga
Stop blowing up my phone
Eh won’t you hit me up on Kakao
Diamonds in my grill nal mallyeo nuga?
Skin tone 22 carats gold I got in Dubai
My boys won’t hesitate to run up on your boys
My boys won’t hesitate to run up on your boys
avatar
Lunacy Records

Mensagens : 25
Reputação : 0
Data de inscrição : 11/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum